Novos Motores na F1?

Segundo um dos diretores na atual F1, Ross Brawn, uma nova versão de motores será implementados nos carros num futuro não muito distante.

De acordo com o site Auto Sport, Ross Brawn declarou:

– Estamos conversando com diversos fabricantes de motores e fabricantes de automóveis bem como algumas empresas de engenharia, como a Cosworth e a Ilmor, porque são fabricantes de motores de exclusivos de corridas… A tecnologia híbrida provavelmente será mantida porque tem relevância… mas penso que podemos dar-lhe um novo tipo de utilização, por exemplo para as estratégias… Penso que o novo motor não voltará a ser um V12 normalmente aspirado, mas será certamente mais emocionante e também acessível do que os atuais”.

Fonte: AutoSport
Super Danilo F1 Page

F1 Confirma o Halo Para o Próximo Ano

A FIA confirmou que a partir de 2018 todos os carros deverão usar obrigatoriamente o sistema de suposta proteção à cabeça dos pilotos em todos os carros da Formula 1.

De acordo com o site oficial da F1, o “Halo foi projetado para reduzir o risco de lesões de detritos ou outros objetos lançados na direção da cabeça do piloto”. A nota completa diz:

Na sequência do acordo unânime do Grupo Estratégico, em julho de 2016, para introduzir proteção frontal adicional para a Fórmula 1 e o apoio integral dos pilotos, a FIA confirma a introdução do Halo para 2018. Com o apoio das equipes, certas características de seu design serão ainda melhoradas.

– Tendo desenvolvido e avaliado uma grande quantidade de dispositivos nos últimos cinco anos, tornou-se claro que o Halo apresenta o melhor desempenho de segurança geral.

Fonte: F1
Super Danilo F1 Page

Robert Kubica se Preparando Para Seu Retorno

Robert Kubica depois de muitos se anos após o acidente, parece estar cada vez mais próximo de ocupar uma vaga na Renault. Alguns dizem que ele pode voltar até mesmo este ano no lugar de Jolyon Palmer. Em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, ele declarou:

– Vai custar treinamento e preparação, mas agora sei que posso voltar ao piloto que era antes. E sem falsa modéstia, posso dizer que meu nível em 2010 foi alto. Percebo agora que eu consegui retomar o que o destino tirou de mim nesse acidente em 2011.

Fonte: Auto Racing;
Super Danilo F1 Page

Assetto Corsa: Configurando o Force FeedBack

Atendendo a dezenas de milhares de milhares de pedidos, vou compartilhar a configuração do force feedback do volante Logitesh G29.

Vamos analisar em 4 etapas a minha configuração!

1 – FFP Clipping App

O FFB Clipping aprimora a experiência do force feedback minimizando ao mínimo possível o famoso clipping.

Baixe aqui o FFB Clipping App

2 – FFB Lut

O FFB LUT promete corrigir o comportamento não-linear do volante. Você pode baixá-lo também no Race Departament.

Baixar aqui o FFB Lut no Race Departament 

3 – Minha configuração de FFB

Essa aqui é minha configuração conforme a imagem abaixo:

Gain: 100%

Filter: 0

Minimum Force: 10%

Kerb Effects: 11%

Road Effects: 11%

Slip Effects: 4%

Enhanced Understeer Effect: Ativado

Brake Gamma: 2.40

4 – Minha configuração dentro do jogo

Essa é minha configuração do force feedback dentro do jogo:

Assim, estamos à procura de uma experiência mais realista do G29. Torço para que com esta matéria consigamos alcançar o máximo que este volante pode nos oferecer.

Se tiverem dificuldades para usar estes aplicativos, deixem seu comentário, daí talvez futuramente eu faço um artigo mais detalhado com cada um deles.

Esta matéria também está disponível no Youtube em formato de vídeo.

F1: Lance Stroll e o seu pai coruja

Na última edição da Formula 1, o GP do Canadá, o jovem piloto Lance Stroll marcou seus primeiros pontos na categoria.

Embora tenha marcado 2 pontos no GP do Canadá, Stroll abandonou 4 de 7 corridas e nas sessões de treinos, em média, ele é 1 a 1.5 segundo mais lento que Felipe Massa, seu colega de equipe.

Além do mais, por quase unanimidade a opinião de torcedores e especialistas é que Stroll não convenceu. Durante a corrida inteira ele cometia erros primários para um piloto de F1.

Por outro lado, na contramão da multidão, seu “pai coruja”, ficou maravilhado com o desempenho de seu filho. Ao ser entrevistado, o Stroll pai, “xorocou” seu filho dizendo:

– Eu acho que meu filho está onde deveria estar agora….  ele fez uma corrida extraordinária aqui!!

Em apoio ao seu patrocínio, Claire também defendeu o jovem rapaz:

– Não foi um resultado por abandonos, mas devido a várias ultrapassagens… as habilidades que ele demonstrou não pareciam um novato. Ele provou que merece seu lugar na F1.

A 65º Pole de Lewis Hamilton

O duelo entre Vettel e Hamilton no Classificatório de ontem foi um dos melhores da temporada de 2017. Mas a pole de Hamilton teve um gosto especial visto que ele alcançou a marca de poles de Ayrton Senna. Como prêmio, ele ganhou uma réplica do capacete usado por Ayrton Senna nos anos 80.

Após a sessão de Classificação, na coletiva de imprensa, Hamilton declarou:

– Estou tremendo… estou sem palavras… Ayrton foi meu piloto favorito… foi o único que me inspirou a estar onde estou hoje… quero dar um também um grande “muito obrigado” para a família do Senna… alcançar o seu recorde foi uma grande honra!

Sobre a sua volta, ele disse:

– Honestamente estou tão feliz…. foi uma batalha muito duro contra os carros da Ferrari… não posso acreditar que tudo se encaixou tão perfeitamente. Tivemos um momento muito difícil em Mônaco e aprendemos com nossos erros.

Confira abaixo o grid de largada para o GP do Canadá que será transmitido nos canais SPORT às 15h, horário de Brasília:

Resultado do Grid do GP do Canadá:

1º Lewis Hamilton (Mercedes) 1m11,489s
2º Sebastian Vettel (Ferrari) 1m11,788s
3º Valtteri Bottas (Mercedes) 1m12,177s
4º Kimi Raikkonen (Ferrari) 1m12,789s
5º Max Verstappen (Red Bull-Renault) 1m12,403s
6º Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault) 1m12,557s
7º Felipe Massa (Williams-Mercedes) 1m12,858s
8º Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1m13,018s
9º Esteban Ocon (Force India-Mercedes) 1m13,135s
10º Nico Hulkenberg (Renault) 1m13,271s
11º Daniil Kvyat (Toro Rosso-Renault) 1m13,690s
12º Fernando Alonso (McLaren-Honda) 1m13,693s
13º Carlos Sainz Jr (Toro Rosso-Renault) 1m13,756s
14º Romain Grosjean (Haas-Ferrari) 1m13,839s
15º Jolyon Palmer (Renault) 1m14,293s
16º Stoffel Vandoorne (McLaren-Honda) 1m14,182s
17º Lance Stroll (Williams-Mercedes) 1m14,209s
18º Kevin Magnussen (Haas-Ferrari) 1m14,318s
19º Marcus Eriksson (Sauber-Ferrari) 1m14,495s
20º Pascal Wehrlein (Sauber-Ferrari) 1m14,810s

Fonte: Auto Sport

Mônaco F1 2017 – A Vitória da Ferrari

A Ferrari venceu o GP de Mônaco deste domingo com Sebastian Vettel em 1º e Kimi Raikkonen em 2º.

O time dominou a corrida inteira e apenas as posições entre os dois foram invertidas. Após a corrida, eles disseram:

– Tivemos a oportunidade neste fim de semana de terminarmos em primeiro e segundo… foi ótimo ver o que fomos capazes de fazer. Hoje a nossa equipe ganhou muitos pontos…então hoje é um grande dia.… é ótimo trabalharmos juntos!

Já Kimi Raikkonen declarou:

– Terminarmos em 1º e 2º foi nosso objetivo, então o resultado que conseguimos aqui foi muito bom para toda a equipe. No entanto é óbvio que não estou muito feliz, porque terminar em 2º não era meu objetivo. Terminar em 2º não é tão ruim assim, mas fazer a maior parte do trabalho duro e terminar em 2º é frustrante…, mas isso estava além do meu controle!

Como todo “bom” brasileiro, se perguntasse para alguém da Ferrari se houve ordem de equipe, iriam “negar todas as acusações”. No entanto Hamilton tocou no assunto, dizendo:

– Está claro para mim que a Ferrari escolheu seu primeiro piloto, então ela vai forçar tudo para se certificar de que Sebastian vai ter o máximo em todos os seus fins de semana. Com a estratégia, é muito difícil para o carro líder ser ultrapassado pelo segundo carro, a menos que a equipe decida favorecer o outro carro, por isso é muito claro!

Confira aqui o resultado final do GP de Mônaco de 2017.